• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 16 horas

domingo, 6 de março de 2011

Angola: A QUEM PERTENCE O ARMAMENTO APREENDIDO NO LOBITO?

.

AUTORIDADES QUENIANAS AINDA NÃO CONFIRMARAM
PROPRIEDADE DO MATERIAL DE GUERRA TRANSPORTADO PELO NAVIO RETIDO NO LOBITO

APOSTOLADO

As autoridades quenianas ainda não confirmaram a alegada propriedade do material bélico transportado pelo navio norte-americano retido no porto comercial do Lobito.

O navio norte-americano atracou esta segunda-feira naquele porto angolano, na província de Benguela para descarregar soja.

No entanto, as autoridades policiais detectaram a presença de material de guerra diverso, do qual figuram mísseis ant-aéreos que não constava do manifesto.

A tripulação referiu o Quénia como país de destino do armamento.

Uma fonte da rádio Ecclesia adiantou esta quarta-feira que o comandante do navio foi ouvido palas autoridades policiais e que este apresentou um manifesto de credibilidade duvidosa que indica o ministério da defesa do Quénia como o proprietário da mercadoria.

Contactadas as autoridades do Quénia, até aqui não confirmaram a veracidade do documento apresentado pela tripulação do navio americano.

A mesma fonte disse que as autoridades policiais, em coordenação com as estruturas centrais do Governo, continuam a aguardar pelo pronunciamento das autoridades daquele país africano.

Os peritos estão já a estudar medidas jurídicas sancionatórias, no âmbito das convenções internacionais sobre a matéria.

O navio americano que se encontre retido no principal cais do porto do Lobito já há quatro dias está agora a causar embaraços nas operações de descargas de mercadorias.

Segundo a fonte da Ecclesia, o local em que se encontra atracado o navio retido, está destinado ao navio chinês, para descarregar material para a reabilitação dos caminhos-de-ferro de Benguela, cujas obras se encontram atrasadas.

Dados avançados ainda pela fonte Ecclesia indicam que o navio americano retido pelas autoridades de Benguela é proveniente do Senegal e tinha como destino o porto do Lobito para descarga de soja para a ONG sul africana JANO internacional, que apoia o ministério da educação no fornecimento de merenda escolar para alunos de famílias pobres e seguiria depois para Moçambique e Tanzânia, com a mesma mercadoria para o PAM e posteriormente para o Quénia, para a descarga dos contentores de material de guerra.

A embarcação norte-americana tem uma tripulação composta por 23 pessoas, sendo 20 norte americanos e três polacos. Todos eles estão retidos, depois de detectadas 80 toneladas de material de guerra, em quatro contentores que foram já retirados do referido navio.
.

Sem comentários: