• O NATAL É VERMELHO - *Tinha na cabeça que tudo no mundo se conseguia por um exercício doloroso de vontade e que as frases tinham de ter um encantamento que convocasse o prime...
    Há 16 minutos

domingo, 3 de abril de 2011

“JOBS FOR DE BOYS” ANTES QUE SEJA TARDE!

.
ORLANDO CASTRO*, jornalista – ALTO HAMA

O Governo português, e embora esteja demissionária não deixa de ser socialista na versão José Sócrates, não parou de contratar e promover funcionários após o chumbo do PEC 4 a 23 de Março.

A tese é cada vez mais a de “jobs for de boys” antes que seja tarde! De acordo com as publicações em Diário da República contabilizadas pelo jornal “Diário de Notícias”, o Executivo de José Sócrates assinou 85 nomeações e 71 promoções.

Nada mau. É, aliás, uma forma de contribuir para a diminuição do desemprego. Com este decisivo contributo socialista, já não serão 700 mil os desempregados...

Com as eleições marcadas já para 5 de Junho, algumas nomeações para, por exemplo, gabinetes ministeriais terão de sair num máximo de três meses. Caso disso é a nomeação para adjunto da ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas.

Em sete dias, este número de nomeações - 85 - traduz-se numa média recorde de 12 por dia.

Como diria José Junqueiro, este será com certeza mais um exemplo de que o primeiro-ministro José Sócrates “é uma oportunidade para o país, mas também um exemplo para a Europa”.

O ministério que mais nomeações fez foi o da Administração Interna, com 19 novos membros. Depois seguiu-se a Presidência do Conselho de Ministro, com 13 nomeações e o Ministério da Defesa, com nove. O jornal escreve que das 85 nomeações, 27 foram substituições.

Bem podem “salivar” os partidos a oposição, mas que Sócrates é o perito dos peritos nesta matéria de protecção aos seus vassalos, lá isso é. O homem sabe o que faz e, é claro, os “boys” agradecem penhoradamente.

Embora não se aplique aos portugueses de segunda, os de primeira (socialistas na versão Sócrates) sabem que precisam de homens públicos que saibam estar à altura das responsabilidades.

Este é apenas o mais recente exemplo. Não admira, por isso, que o primeiro-ministro seja considerado pelos seus acólitos como o motor da esperança para vencer as dificuldades, pois José Sócrates não só tem um discurso da resistência e ganhador como pratica o bem junto dos seus apaniguados.

Cada vez mais os “boys” socialistas enaltecem a similitude entre Deus (no céu) e José Sócrates (na terra).

*Orlando Castro, jornalista angolano-português - O poder das ideias acima das ideias de poder, porque não se é Jornalista (digo eu) seis ou sete horas por dia a uns tantos euros por mês, mas sim 24 horas por dia, mesmo estando (des)empregado.

Sem comentários: