• O NATAL É VERMELHO - *Tinha na cabeça que tudo no mundo se conseguia por um exercício doloroso de vontade e que as frases tinham de ter um encantamento que convocasse o prime...
    Há 1 dia

segunda-feira, 7 de março de 2011

7 de março: As mulheres Angolanas em Londres vão organizar manifestação

.

ANGOLA 24 HORAS – 07 março 2011

Angolanas e Angolanos do Reino Unido, venho em nome da OMAL (Organização da Mulher Angolana de Londres) e das mulheres angolanas no geral, comunicar-lhes que OMAL em colaboração com varias ONGs Britânicas, vai realizar Amanha Hoje, Segunda-feira 7 de Marco, uma grandiosa manifestação para protestar os 32 anos de ditadura de José Eduardo Dos Santos e os mais de 35 anos no qual o povo angolano foi e esta a ser submetido a todo tipo privações, humilhações, repressões, perseguições e miséria absoluta causadas pelo regime do MPLA.

A manifestação terá lugar diante da Embaixada de Angola, no número 22 Dorset Street em Londres das 13.30 da tarde e concluirá as 15.30. Com o direito que nos concede a constituição angolana (artigo 47) manifestaremos pacificamente e exigiremos a retirada imediata de José Eduardo Dos Santos, do Cargo de presidente de Angola assim como o fim do MPLA, na liderança dos destinos do nosso povo.

Convictos de que os angolanos precisam de actuar com urgência para evitar a queda de Angola no abismo, a OMAL, chama a consciência das nossas irmãs e irmãos angolanos espalhados pelo Reino Unido para unirmos as nossas forcas no sentido de resgatarmos o nosso pais das forças do mal que aos poucos vai tornando Angola, no verdadeiro Inferno na Terra. Não existe sucesso sem sacrifício, não há Victoria sem luta e não há revolução sem coragem. E é com coragem e espírito vitorioso que juntos manifestaremos diante da Embaixada de Angola em Londres para exigir a saída urgente dos carrascos do povo angolano os senhores JES, Nando, Dino Matross, Kopelica, Feijó, Falcão e toda corja do MPLA e a nomenclatura que a eles se associam.

O Povo angolano esta cansado de viver na miséria, o povo quer se beneficiar das riquezas que saem do nosso subsolo. O povo angolano quer deixar de ser pisoteado pelos mesmo (estrangeiros) que no passado nos escravizaram e colonizaram. Não queremos o neocolonialismo, queremos ser donos do nosso destino. Queremos ser livres e capazes de expressar os nossos ideias sem medo do chicote e as balas da FAA. Queremos democracia e não demagogia. O angolano quer escolas, quer hospitais, água corrente, luz, justiça, igualdade e distribuição equitativa das riquezas da nossa terra. Queremos o fim imediato da cultura do medo, do nepotismo, da bajulação e da exclusão social. Queremos e exigimos o fim de ‘‘poucos com tudo e muitos com pouco’’.

Vamos e devemos apoiar os nossos iramos em Angola. Não devemos esquecer que nesta altura decisiva e importante na historia de Angola, todos nós ,de forma consciente devemos dar o nosso contributo para uma Angola melhor e prospera. Vamos motivar e encorajar os nossos irmãos em Angola fazendo o mesmo aqui em Londres. Vamos fazer barulho, vamos dizer: Fora Ze-Du e a sua corja. Vamos mostrar que somos uma comunidade formada por pessoas decisivas, conscientes e carregadas de convicções.

Em nome do sangue e das vidas que se foram em nome da da Independência, liberdade e felicidade dos angolanos, a OMAL, apela a todos a comparecem em massa as 13.00 da tarde, na Embaixada de Angola em Londres.

O nosso Slogan é: TI ZE, TIRA O PE, TO PRAZO EXPIROU A BWE.

Nzinga Azevedo.
.
Presidente, interina da OMAL.
Reino Unido aos 6 de Marco de 2011.
.
Noticiaspress
.

Sem comentários: