• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 1 dia

domingo, 6 de março de 2011

Kadhafi poderá cometer um genocídio antes de morrer - presidente CNL

.

SS – LUSA

Argel, 06 mar (Lusa) - O presidente do Conselho Nacional líbio, Mustafa Abdeljalil, afirmou hoje que Muammar Kadhafi dificilmente abandonará o país, poderá cometer um genocídio antes de morrer, mas os revolucionários só irão parar quando libertarem o país.

Numa entrevista a um jornal argelino, Mustafa Abdeljalil afirmou que o líder da Líbia dispõe de uma força de mais de cinco mil mercenários de diferentes nacionalidades africanas.

"Os mercenários africanos continuam a dirigir-se para a Líbia para apoiar o regime de Kadhafi", disse, recordando que nos últimos anos foi concedida nacionalidade líbia a cidadãos do Chade, Nigéria e Quénia.

Perante este cenário, o presidente do Conselho Nacional líbio repetiu o apelo à comunidade internacional para que seja imposta uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia para que Kadhafi fique impedido de levar mais "mercenários de países africanos com quem mantém boas relações".

Do lado da resistência líbia, Abdeljalil avisou que os rebeldes se estão a preparar militarmente para tomar Tripoli, a capital da Líbia.

"Não há mais nenhuma alternativa, é um assunto de vencer ou morrer e os revolucionários não tencionam parar até terem libertado o país inteiro", disse.

Mustafa Abdeljalil, ex-ministro da Justiça da Líbia, lidera um conselho criado para representar os insurgentes líbios.
.

Sem comentários: