• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 16 horas

quinta-feira, 10 de março de 2011

PORTUGAL - O SENHOR CAVACO TOMOU POSSE

.

TIMOR AGORA

PRESIDENTE ELEITO POR UM QUINTO

O senhor Cavaco tomou posse. Arrogante, disse o que se imaginava e pouco mais. Mostrou como doentiamente guarda os rancores e despreza a democracia. O senhor Cavaco, presidente eleito por um quinto dos portugueses, diria ser presidente de todos mesmo que só um votasse nele e os outros se abstivessem. Não foi assim mas um dia poderá ser. Prosápia, para quem não recebeu a confiança da maioria dos portugueses eleitores. É o resultado da democracia de pacotilha que temos. O senhor Cavaco é presidente dos que votaram nele (se for) e não mais que isso. É presidente dos grandes empresários, dos grandes grupos económicos, dos que para se desculparem e não prestarem explicações exigem que “os deixem trabalhar” e mantêm “tabus”. É presidente dos que nos seus governos tiveram na política do esbanja-esbanja desempenhos fortes nos tapetes do alcatrão que tão dispendioso nos vai saindo. E mais, muito mais. O senhor Cavaco não fez o que devia, enquanto primeiro-ministro, na justiça social, nem para o desenvolvimento do país; mas sabe agora criticar os que fazem o mesmo e que não são da sua direita ressacada mas de outra que se diz de esquerda sem que o seja, se diz socialista sem que o seja, se diz democrática sem que o seja. Tal qual o senhor Cavaco. Estamos na República da Falácia, dos políticos desonestos que se servem dos cargos para proveito próprio, de seus amigos e das famílias chegadas. Fiéis servidores de corporações patronais e económico-financeiras… De imensos que, mesmo sendo minorias, são quem põem, dispõem e nos escravizam através de modernos figurinos que enganam os adormecidos, os incautos.

O senhor Cavaco Silva, presidente eleito por um quinto, só tem legitimidade porque os seus pares desde há muito criaram esta legitimidade imoral a que chamam democracia, não sendo. Legitimidade desenhada por uma elite que se precaveu para suas vantagens e nossos prejuízos. Só assim e por isso continua nos poderes e nos vai espezinhando. O senhor Cavaco mostrou ontem no seu discurso quanto no seu PSD estão ressacados devido à sede de poder. Vencerá. Conseguirá seus intentos. Até mesmo com menos de um quinto. É as democracias que temos. De fachada e que eles não querem reformar nem revolucionar porque é esta que lhes oferece todas as vantagens, depois disto só a ditadura declarada. Há países onde os ditadores recolhem maiores apoios populares que Cavaco. Pena que não tenham eleições e não saibam das manhas desta dita democracia.

Vêm aí muitos dias piores e muito mais exploração. Mais miséria. O senhor Cavaco não está isento de responsabilidades pela situação atual. Muitas das causas são reflexos das suas governações. Futuro sombrio, em que vai acontecer muito pior com um presidente, uma maioria, um governo. Preparem-se para a desgraça maior.
.

Sem comentários: