• O NATAL É VERMELHO - *Tinha na cabeça que tudo no mundo se conseguia por um exercício doloroso de vontade e que as frases tinham de ter um encantamento que convocasse o prime...
    Há 2 dias

domingo, 10 de abril de 2011

FERNANDO NOBRE É SÓ MAIS UMA AVE NO POLEIRO DOS ABUTRES

.
ANTÓNIO VERÍSSIMO – PÁGINA LUSÓFONA

MAIS DEPRESSA SE APANHA UM MENTIROSO QUE UM COXO

"Tenho a Honra de anunciar que recebi há momentos a confirmação do dr. Fernando Nobre de que aceita o convite que lhe dirigi para ser, na próxima legislatura, o candidato do PSD a presidente da Assembleia da República. Desta forma o Dr. Fernando Nobre aceita integrar, como independente, as listas de candidatos a deputados do PSD, encabeçando a lista pelo distrito de Lisboa, confirmou Pedro Passos Coelho na sua pagina no Facebook”, em Público e noutros órgãos de comunicação social.

E pronto. Aqui temos mais um artista contorcionista. Dos que se dizem prontos a lutar contra o sistema mas que são absorvidos pelo sistema. Dos que dizem que Portugal não pode continuar assim, neste descalabro, e que se contorce, vira-casaca, dá o dito por não dito, faz uma plástica e das verdades de ontem mentiras hoje. Lá vai, cantando e rindo, alinhado, alinhado sim, com o sistema que tanto criticou em campanha eleitoral para a presidência da república quando foi candidato. Fernando Nobre, digo, Desnobre, anunciou que aceita o convite do maioral do PSD do sistema se… Claro que quer ser cabeça de lista por Lisboa e até disputar a presidência da AR. Imaginem. Não fica em número 1 da República mas contenta-se em ser número dois.

E pronto. Lá perdeu a máscara mais um que ambiciona ser profissional da política e põe os cabelos em pé a muitos portugueses desiludidos que até acreditaram nele. Que se convenceram que ele estava de alma e coração a pretender combater o deboche que vai na política portuguesa. Conclui-se que afinal não. Que estava no faz-de-conta. Que estava a fazer o “frete” de esvaziar a candidatura de Manuel Alegre em prol de Cavaco Silva. Uma leitura lógica e verosímil. Pobre Cavaco que foi eleito por uma migalha de portugueses e que se tivesse dignidade não se alapava à legalidade para ser PR com tão poucos votos expressos a seu favor. Afinal quem é que o PR Cavaco representa? A maioria dos eleitores? Não. Desconfortável, mas “daqui não saio, daqui ninguém me tira, antes de “dar” a Portugal “um presidente, um governo, uma maioria”, como o PS. Para quê? Para se apoderarem ainda mais dos poderes e fazerem deste país bosta maior? Que raio de democratas são eles que só funcionam com maiorias, exercendo absolutismos que nos prejudicam? Democratas incapazes de escutar e disporem-se a fazer acordos de entendimento e de execução com opositores não são democratas mas sim absolutistas com graves e enormes tendências para ditadores. Eis o que Portugal tem nos políticos de hoje, de há anos a este tempo… Pelos vistos para se manterem e continuarem a apodrecer de mordomias e fazerem riqueza à custa dos que põem miseráveis e aos quase isso. Escroques, não me lembram outra classificação.

Desnobre vai na onda. Prometem-lhe a Lua. Sente que está com bastantes probabilidades de alcançá-la. Como penso higiénico político absorve as hemorragias da sociedade portuguesa e junta-se aos causadores das mesmas. Desnobre, para já e no futuro. Provou mais uma vez que na política, em Portugal e em muitos outros países, abundam os fulanos sem palavra, sem convicções, sem ideais… que não seja a de “tocarem e dançarem” ao som dos maestros e das músicas predominantes, impostas, nesta democracia deficitária, mais parecida com uma corporação mafiosa. Escroques políticos, no mínimo.

Ofereceram espaço ao contorcionista Nobre e ele vai no circo. A desilusão e indignação é de quem acreditou em mais um que num ápice passa de contestatário a concorrente a destacada ave no poleiro dos abutres. Mais um, a juntar aos imensos que ao longo destas décadas vimos fazer exatamente o mesmo. Talvez sem tanto descaramento e falsidade.

A servir: Notícia ainda quentinha. Cuidado com os vómitos.

Fernando Nobre é candidato do PSD à presidência da Assembleia República

Tolentino de Nóbrega – Público – 10 abril 2011

Fernando Nobre, presidente da AMI, será o cabeça-de-lista por Lisboa do PSD e será indigitado presidente da Assembleia da República se o partido ganhar as eleições.

O presidente da AMI aceitou um convite feito pelo líder nacional dos social-democratas, Pedro Passos Coelho, assumindo também o compromisso de ser também o candidato por este partido à presidência da Assembleia da Republica.

O ex-candidato à Presidente da República, que teve cerca de 14 por cento nas últimas eleições, em Janeiro passado, deverá divulgar nas próximas horas um comunicado a justificar a candidatura. Com a indicação deste independente, o PSD de Passos Coelho pretende dar um sinal de abertura à sociedade civil e à cidadania.

"Tenho a Honra de anunciar que recebi há momentos a confirmação do dr. Fernando Nobre de que aceita o convite que lhe dirigi para ser, na próxima legislatura, o candidato do PSD a presidente da Assembleia da República. Desta forma o Dr. Fernando Nobre aceita integrar, como independente, as listas de candidatos a deputados do PSD, encabeçando a lista pelo distrito de Lisboa, confirmou Pedro Passos Coelho na sua pagina no FacebookO líder do PSD justifica a escolha do ex-candidato à Presidência da República argumentando que os resultados que Nobre conseguiu nas últimas eleições mostram que "existe um segmento expressivo de portugueses que acreditam na capacidade de regeneração da política".

Nascido em Luanda em 1951, Fernando Nobre veio em 1985 para Portugal, país das suas origens paternas. É doutorado em Medicina pela Universidade Livre de Bruxelas, onde foi Assistente das cadeiras de Anatomia e Embriologia e especialista em Cirurgia Geral e Urologia. É fundador da associação humanitária AMI.

*Notícia actualizada às 15h58, em Público



1 comentário:

Anónimo disse...

"PECados" e "PECadores".


1 ) Prevalece o discurso, o argumento e a psicologia aplicada da Santa Inquisição: eles não querem pecar, são velhos lutadores contra o pecado, são mesmo templários contra os infieis e, quando pecam, confessam-se rápida e secretamente... e confessam-se sempre que for necessário, quantas vezes for necessário, mesmo que "PECquem" mil vezes, por que cristãmente é assim...

2 ) Habituaram-se de geração em geração os Portugueses (será que lhes está no sangue?)a esse "segredo de confessionário" e José Sócrates, "PECador" profundo, profundo intérprete, tornou-se no mestre dessa mensagem cristã, disposta sempre a dar todas as faces que tiverem, uma mensagem aferida à mentalidade injectada de há séculos numa parte substancial do bom povo português.

3 ) De "PECado" em "PECado": ele nunca quiz atirar Portugal para o FMI, sempre lutou contra isso, é mesmo um lutador heróico contra isso, um templário emérito contra os infieis (ele bem tinha avisado)e confessa-se dos seus "PECados" todos os santos dias, por que Portugal, sempre por causa de outros e não dele, está a ser entregue ao FMI e ao BCE... (atentem bem, ele não queria)...

3 ) Passos Coelho e Fernando Nobre, são pobres "PECadores", que estão condenados a ir na esteira do meteoro Sócrates, talvez a cauda da Santa Inquisição e, do "pastel de Belém", mais nada há a dizer (é apenas poalha, com cada vez menos fulgor)...

4 ) ...O "diktat" da Santa Inquisição vai "reinar" ainda por largas gerações no Portugal de Abril: até os trinetos que ainda não nasceram já devem ao BCE e FMI!...

AMEN.

Martinho Júnior.

Luanda.