• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 1 dia

domingo, 17 de abril de 2011

PSD diz que Nobre não exigiu ser presidente da Assembleia da República ...



… e fala em "equívoco"

JORNAL DE NOTÍCIAS – 17 abril 2011-04-17

Os dirigentes sociais-democratas Paula Teixeira da Cruz e Diogo Leite Campos disseram este domingo que Fernando Nobre não exigiu ser presidente da Assembleia da República e aceitou ser candidato a deputado pelo PSD sem colocar nenhuma condição.

"Há aí um equívoco, que será desfeito muito rapidamente", declarou Paula Teixeira da Cruz à comunicação social, à entrada para a reunião do Conselho Nacional do PSD, num hotel de Lisboa, que aprovará as listas do partido de candidatos às legislativas de 5 de Junho.

Em entrevista ao Expresso, publicada na edição deste sábado, Fernando Nobre afirmou ter sido convidado pelo presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, "para ser o primeiro candidato por Lisboa, com o exclusivo e inequívoco propósito de ser proposto pelo PSD para presidente da Assembleia da República".

"Se, seja por que razão for, eu não puder ser nomeado presidente da Assembleia da República, renuncio imediatamente ao mandato de deputado. Não serei só um deputado", anunciou o presidente da AMI, na mesma entrevista.

Segundo a vice-presidente do PSD Paula Teixeira da Cruz, "há aí um equívoco", porque "o doutor Fernando Nobre não exigiu nem nunca pediu ao PSD para ser presidente da Assembleia da República".

"Não houve condições postas pelo doutor Fernando Nobre, como a seu tempo será elucidado", acrescentou.

Por sua vez, o vice-presidente do PSD Diogo Leite Campos considerou que "aí há alguma dificuldade de comunicação" e manifestou-se convencido de que Fernando Nobre esclarecerá esta questão na entrevista que dará esta noite à RTP1.

Também Diogo Leite Campos disse que ser presidente da Assembleia da República "nunca foi nenhuma condição posta pelo doutor Fernando Nobre, nem houve nenhum jogo de toma lá dá cá".

"O doutor Fernando Nobre vai apresentar-se a deputado e depois, se as coisas correrem bem, como julgo que vão correr bem, será indicado pelo PSD para presidente da Assembleia da República. Nunca ele pôs condição nenhuma para ser candidato a deputado", reforçou.

Sem comentários: