• IRRACIONALIDADE HUMANA! - * Martinho Júnior | Luanda * *... “Una importante especie biológica está en riesgo de desaparecer por la rápida y progresiva liquidación de sus condici...
    Há 1 dia

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Vice-presidente defende medidas contra exploração ilegal de recursos

.

ANGOLA PRESS – 14 dezembro 2010

Lusaka (Dos enviados especiais) – O vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, afirmou hoje, terça-feira, em Lusaka, que a cimeira especial sobre a exploração ilegal dos recursos naturais na região dos Grandes Lagos, a realizar-se na quarta-feira, nesta cidade, vai tomar medidas para inverter a situação.

O dirigente angolana, que falava à imprensa após o desembarque no Aeroporto Internacional de Lusaka, referiu que a cimeira de Chefes de Estado e de Governo vai fazer uma análise sobre a situação ligada à exploração ilegal dos recursos naturais e tomar decisões no interesse de todos os povos da região dos Grandes Lagos.

Fernando da Piedade Dias dos Santos, que foi recebido pelo vice-ministro zambiano da Administração do Território, representa o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, na cimeira que vai decorrer numa das unidades hoteleiras de Lusaka.

Fontes ligadas a organização consideram que a exploração ilegal de recursos naturais na região dos Grandes Lagos é um dos factores causadores de conflitos endémicos e de insegurança persistente nesta zona de África e representa um maior obstáculo ao alcance das metas de desenvolvimento do milénio.

O genocídio de 1994 registado no Ruanda e o conflito prolongado na República Democrática do Congo nos finais de 1990, esteve na origem da criação de um mecanismo regional para a prevenção da paz, segurança, estabilidade e desenvolvimento na região dos grandes Lagos de África, denominado por Conferência Internacional sobre a região dos Grandes Lagos (CIRGL).

A primeira cimeira dos Chefes de Estado e de Governo membros da CIRGL realizou-se em 20 de Novembro de 2004, em Dar-Es-Salaam, Tanzânia, tendo adoptado uma declaração sobre a paz, segurança e desenvolvimento na região dos Grandes Lagos.
.

Sem comentários: