• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 1 dia

terça-feira, 29 de março de 2011

Lula pede uma nova governação mundial no discurso no Prémio Norte-Sul

.
LUSA

Lisboa, 29 mar (Lusa) - Reformar a ONU e o sistema financeiro internacional, não tolerar as violações dos direitos humanos, garantir o crescimento económico com distribuição de rendimento são caminhos apontados por Lula da Silva para uma nova governação mundial.

Luiz Inácio Lula da Silva fez estas considerações durante o seu discurso na entrega do Prémio Norte-Sul, que lhe foi atribuído hoje, na Assembleia da República, sendo laureada também Louise Arbour.

"O mundo não pode tolerar a violência contra as pessoas, a violação de seus direitos vitais inscritos na Declaração Universal dos Direitos Humanos proclamada pelas Nações Unidas em 1948", referiu Lula da Silva.

Segundo o ex-presidente brasileiro, esta declaração, passados tantos anos, ainda não é respeitada em diversos lugares do mundo e os seus preceitos somente se tornarão realidade "se houver uma ação corajosa e continua dos organismos multilaterais, da sociedade civil" e das suas vítimas.

1 comentário:

Anónimo disse...

A MEDALHA DO NORTE...

1 ) Lula assumiu um argumento controverso que no fundo defende os ricos (Norte), em prejuízo dos pobres (Sul): "esquece" deliberadamente aqueles que em nome do Norte semeiam guerras assassinas e crueis em nome desses direitos tão propalados e tão vilipendiados por eles (quantos milhões de mortos, de feridos, de destroçados?...), mas lembra todos os que no Sul devem estar presentes, por incumprimento desses mesmos direitos, em TPI!

2 ) Nesse sentido é muito mal parada a condecoração de Lula: ela é-lhe conferida apenas pelo que ele defende (o Norte) e em nome do Norte, não pelo que ele ataca (no Sul), nem em nome do Sul!

3 ) Será que Lula, experimentado e sábio, não se terá apercebido disso só por causa "das luzes" da visita a um país de tão brandos costumes como Portugal, cujas forças armadas estão presentes integradas na OTAN nos Balcãs, no Índico Norte, no Afeganistão e no que mais adiante se verá?...

4 ) Fez mal o Lula em desta feita ter aceitado atravessar o Equador!

Martinho Júnior

Luanda.