• A FRENTE NEGRA BRASILEIRA - *Carlos Roberto Saraiva da Costa Leite* | Porto Alegre | Brasil* Há 86 anos, em 16 de setembro de 1931, na cidade de São Paulo, foi criada a Frente Negr...
    Há 11 horas

sexta-feira, 11 de março de 2011

Portugal – MANIFESTAÇÃO MARCADA PARA AMANHÃ EM 15 CIDADES

.

“Geração à rasca” diz que colabora com a polícia como acontece em qualquer manifestação

ANA MACHADO – PÚBLICO – 11 março 2011

A organização da manifestação “Geração à rasca” que decorre amanhã em vários pontos do país, está a colaborar com as várias polícias como acontece em qualquer manifestação, diz João Labrincha, um dos promotores da iniciativa.

“Como em qualquer manifestação, nesta também existe total colaboração com a polícia, o que só nos faz sentir mais seguros”, diz Labrincha, comentando notícias que dão conta hoje na imprensa de uma especial atenção da PSP e SIS na marcha de amanhã para evitar problemas com grupos extremistas.

A organização frisa o carácter pacífico e moderado da manifestação marcada para amanhã em vários pontos do país: “”Nós fizemos um apelo às pessoas mais moderadas, até porque o povo português é moderado e pacífico. Se alguém, no nosso mural do Facebook fala de uma forma mais exaltada há alguém logo que chama à atenção Acreditamos no efeito moderador desta maioria pacífica. Mas estamos preparados e atentos mas dentro do que são as práticas normais”, frisa João Labrincha.

Sobre se contam amanhã com a participação solidária de forças partidárias na manifestação, que se diz apartidária e cívica, Labrincha afirma: “Os partidos não nos comunicaram nada directamente mas temos organizações recreativas, desportivas, de artistas, que se juntaram a nós e manifestaram interesse em estar na rua amanhã. Vêm pessoas de todos os quadrantes da sociedade.

A intenção inicial do movimento Geração á rasca de espalhar o protesto por todo o país espera-se que seja cumprido, já que são esperadas acções em 15 cidades, incluindo nas ilhas, com Angra do Heroísmo, na Terceira, Açores, e Funchal, na Madeira. E Labrincha fala também de pequenas acções em várias cidades no estrangeiro: “Temos grupos de portugueses, trabalhadores e estudantes que preparam juntar-se frente a consulados e embaixadas em Paris, Londres, Barcelona, Estugarda, entre outras cidades, gente que se viu obrigada a emigrar contra vontade para viver e que agora se revê no mote da nossa manifestação. Não queremos ser obrigados a emigrar.”

A organização conta também com a colaboração do tempo: “Parece que se prevêem aguaceiros para amanhã mas só até às 11 da manhã. À tarde contamos com bom tempo”.
.

Sem comentários: