• Portugal | MATANÇA - *Ora a perda de cem vidas humanas, nas circunstâncias em que ocorreu – dois picos de vagas incendiárias muito concentradas no tempo e imprevisivelmente d...
    Há 1 dia

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Caiu da cadeira: A SEGUNDA QUEDA DE JOSÉ SÓCRATES ESTA SEMANA

.
REDAÇÃO

Sócrates estatelou-se da cadeira no Forte do Estoril

José Sócrates caiu de uma cadeira, bateu com a cabeça no chão empedrado e foi substituído por Passos Coelho. Tudo o que se passou foi mantido em segredo, mas um serviçal que não recebe ordenado há três meses, entre os imensos que estão nessas condições no staff do governo, confidenciou o que aconteceu ao primeiro-ministro.

Há apenas algumas horas, Sócrates estava prestes a arranjar as unhas e a ler um jornal diário. Deixa-se cair para trás numa cadeira de lona, no Forte de Santo António - em São João do Estoril - que não suporta o balanço e se parte. Bate com a cabeça nas lages e sofre um hematoma cerebral, seguido de um acidente vascular: “Oh porra, que este gajo caiu duas vezes esta semana, uma do governo e outra, agora, da cadeira”, disse o médico do 112 que o foi assistir. Revelou a fonte.

A fonte refere ainda que enquanto o calista Augusto Hilário lavava as mãos, por causa do intenso cheiro a chulé dos pés de Sócrates, o acidente ocorreu. O pessoal interno e o calista logo acorreram para o ajudarem a soerguer-se. Foi então que o ditador se queixa de dores no corpo, na alma, no Freeport, outras... e no diploma falso.

Tanto quanto se sabe Sócrates caiu desamparado nas lages de pedra do terraço do forte, porque a cadeira estava desviada. Terá sido lançada ao mar num ataque de fúria do primeiro-ministro, que em raro momento de falar honestamente disse que era o que lhe apetecia fazer a todos que discordam dele.

Embora mal disposto Sócrates continua a andar por aí, a presidir aos atos governativos e dizer bacoradas.

Em conversa telefónica com Durão Barroso, sobre o lugar que irá ocupar a seguir a sair do governo confidenciou: "Não sei o que tenho mas sinto-me esquisito". Durão respondeu-lhe: “Já nasceste esquisito. É dos esquisitos que a cena internacional gosta, olha para mim. Desde que faças o que querem para lixar o povinho és bem-vindo.”

Apesar do secretismo sabe-se que foi diagnosticado a Sócrates “um hematoma intracraniano ou uma trombose cerebral, sendo operado brevemente, aproveitando os médicos nessa cirurgia para efetuarem transplantes de honestidade, democracia, justiça e humildade, para além de alguma inteligência básica por naquela cabeça não caber mais que isso.

No relatório do diagnóstico é referido que o corpo médico teme que Sócrates tenha contraído e represente "doença infecciosa" e que contagie a sociedade portuguesa ainda mais, que todos os portugueses comecem a gastar aquilo que não têm, armados em grandes, como ele tem feito. Contraindo dívidas que dificilmente poderão ser pagas, excepto com o couro do povinho.

Com veemência, desejamos rápidas pioras ao primeiro-ministro.

Sem comentários: